Método Canguru

O método canguru é um tipo de assistência neonatal de contato precoce pele a pele entre o recém-nascido com a mãe, o pai, ou qualquer outro adulto que acredite neste método. Estudos atuais referem que este método ao estimular o contato precoce da mãe/pai com o recém-nascido, promove o vínculo afetivo, estimula o aleitamento materno, facilita o controle térmico da temperatura, facilita o controle térmico da criança, diminui as doenças e infecções hospitalares, proporciona maior confiança e competência dos pais no manuseio do recém-nascido, e diminui a permanência do bebê no hospital.

Apesar de nosso serviço não dispor de condições adequadas para a realização deste método, devido ao espaço físico insuficiente, a equipe multiprofissional da UTI cria estratégias para a realização do mesmo. Desta forma, a equipe incentiva e orienta a família e quando na ausência da mãe e/ou pai, os próprios funcionários realizam o método com os RNs, até mesmo por que podem realizá-lo durante algumas rotinas da UTI, como por exemplo no decorrer da elaboração dos relatórios de enfermagem. O importante é que nenhum RN, principalmente os prematuros, deixem de receber todo aconchego que este método pode proporcionar. Tendo em vista, é claro, que os RNs deveram estar em condições para que este método seja realizado, ou seja, deverão estar fora do alto risco e também em ar ambiente, sem necessidade de suporte de oxigênio.

OBJETIVOS:

- Aumentar o vínculo mãe/filho;

- Reduzir o tempo de separação mãe/filho, evitando longos períodos sem estimulação sensorial;

- Estimular o aleitamento materno propiciando maior frequência e duração;

- Aumentar a competência e confiança dos pais no manuseio de seu filho;

- Melhorar o controle térmico;

- Diminuir risco de apnéia;

- Diminuir a infecção hospitalar;

- Melhorar o relacionamento da família com a equipe de saúde.